23/05/18

Há uma nova flor na minha horta!


Alojada no “cantinho das tropicais”, há seis anos, a minha feijoa (também goiaba-serrana, goiaba-do-mato, goiaba-do-campo ou goiaba-ananás) floriu pela primeira vez.

Ao fim do dia, uma inundação na base do caule para simular uma chuvada tropical...

As flores (comestíveis) são das mais bonitas das frutíferas. A designação FEIJOA foi-lhe dada por um botânico alemão em honra do naturalista luso-brasileiro João da Silva Feijó (1760-1824). Durante o período em que viveu em Ceará, Feijó foi encarregado pela coroa portuguesa de mandar exemplares da flora nordestina para o Real Jardim Botânico da Prússia, o que, mais tarde, ocasionaria a homenagem.
Alguns espécimes enxertados procedem à autopolinização, mas a maioria necessita de um agente polinizador. Como só tenho um exemplar, irei, qual abelha Maia, com um pincelinho de flor em flor. Depois, partilharei o resultado…

O fruto que espero ter no verão (imagem encontrada AQUI).


Abraço.

17/05/18

Espetadinhas de cogumelos c/ molho de alecrim e couve-flor!

A flor de capuchinha (ou nastúrcio) é comestível.

Um prato simples a provar que uma receita 100% vegetariana pode transformar-se num petisco de lamber os beiços! Tendo visto uma receita parecida no 24 kitchen, mas com peito de frango, surgiu-me a ideia dos cogumelos. Aposta ganha!

Espetadinhas de cogumelos c/ molho de alecrim e couve-flor!
Ingredientes para
cerca de 4 doses
Preparação
25o g de cogumelos carnudos (por exemplo, o cogumelo-ostra ou Pleurotus ostreatus)
couve-flor cozida em água e sal
molho de alecrim: 3 colheres de sopa de folhas frescas de alecrim trituradas com uma pitada de sal, pimenta-preta moída no momento e 8 colheres de sopa de azeite virgem extra.

4 varetas para espetadas (como tenho a planta na horta, usei pauzinhos de alecrim, tendo-lhes tirado as folhas para o molho)


1. Coloque os cogumelos partidos em pedaços nas varetas e pincele-os generosamente com o molho.

2. Ponha uma frigideira antiaderente ao lume (médio), pincele o fundo com o molho e deixe aquecer.
3. Deixe cozinhar as espetadas até os cogumelos ficarem ligeiramente tostados (3 a 4 minutos de cada lado). Com uma espátula pressione-os contra o fundo da frigideira para ficarem cozinhados por igual.

4. Sirva com a couve-flor temperada com o mesmo molho de alecrim.
Nota: Se usar folhas de alecrim secas, deixe-as hidratar no azeite de um dia para o outro.

Bom apetite!
ChefAntónio

08/05/18

Caldo de favas tenras c/ queijo de cabra!


Hoje ao jantar!


A sugestão de hoje é uma receita bem alentejana. Simples, económica, saudável e muito saborosa. É a receita ideal para quem, como eu, tem umas favitas na horta. É apanhar, descascar e cozinhar. Nem a Iglo consegue melhor!

Caldo de favas tenras c/ queijo de cabra!
Ingredientes
4 a 5 doses
Preparação
600 g de favas (pesadas c/ a casca) muito tenras. Se estiverem rijas, retire a pele que protege os grãos.
1 queijo de cabra não muito curado (tem menos sal e é mais macio) cortado em cubos
rama de alho e cebola (5 folhas de cada) OU 4 colheres de sopa de cebolinho picado
1 cebola grande picada
3 dentes de alho em puré 
1 ramo de coentros
cominhos moídos (1 colher de chá)
pimenta-preta moída no momento (1 colher de chá)
azeite (4 c. de sopa) 
sal 
2 l de água
1. Estufe os alhos e a cebola no azeite durante 3 minutos em lume brando.
2. Junte a rama de alho e cebola, as favas, o queijo, os cominhos e a pimenta e deixe ficar mais 3 minutos, mexendo de vez em quando.
3. Junte a água (a ferver),   uma pitada de sal e deixe cozinhar durante 20 minutos em lume muito baixo.
4. Junte os coentros e deixe ferver mais 3 minutos.
5. Retifique o sal, desligue o lume e aguarde 5 minutos com o tacho tapado.
6. Sirva com uma salada de alface com hortelã.
Nota: Substitua o queijo por cogumelos frescos carnudos e terá um prato vegetariano. Mas não será a mesma coisa…


Abraço e bom apetite!
ChefAntónio

23/04/18

PRIMAVERA na horta!

Nas framboesas...

...e nas laranjeiras!

Com um dia cheio de sol, as abelhas andaram, sem descanso, numa azáfama polinizadora! As laranjeiras, limoeiros, framboesas, ameixeiras, marmeleiros e macieiras, felizes, agradecem a ajuda técnica...
Um cenário mágico feito de cores e perfumes que faria as delícias do poeta japonês Matsuo Bashô (1644-1694), levando-o, quem sabe, a escrever um haiku como este:

De que árvore em flor
não sei —
Mas que perfume!

Abraço e boa primavera!
ProfAP

19/04/18

Bife de casca de banana!



Não estou a brincar. A receita destes bifes de casca de banana é uma delícia! Por outro lado, é um prato totalmente vegetariano, económico e fácil de confecionar.

Bife de casca de banana!
Ingredientes
4 pessoas
Preparação
cascas de 4 bananas maduras
1 limão
2 dentes de alho
sal grosso
1/2 chávena de farinha integral
1 colher de chá de açafrão
água
gordura para fritar
1. Para evitar que oxidem, ponha as cascas da banana previamente em água morna com umas gotas de limão durante alguns minutos.
2. Num almofariz, triture o dente de alho junto com o sal grosso.
3. Seque as cascas da banana com um pano, disponha-as sobre uma tábua de cozinha e pincele-as com a mistura do alho com o sal e deixe de lado 20 a 30 minutos.
4. Num recipiente fundo,   faça o polme com a farinha, o açafrão, sal e água.
5. Passe as cascas da banana pelo polme e frite-as até ficarem douradinhas (cerca de 2 minutos de cada lado).
6. Ponha os bifes numa travessa com papel absorvente.
7. Sirva com arroz e/ou uma salada.
Receita adaptada de um programa da RTP.

Abraço e boa semana!
ChefAP

17/04/18

Guacamole c/ chips de batata-doce!

São servidos?

São muitas as receitas de guacamole. A que partilho hoje, de um chef holandês, é das mais simples. Ocorreu-me a ideia de substituir os nachos pelas chips de batata-doce… e a aposta foi ganha!
Antecedido de uma boa sopa de legumes, o petisco pode transformar-se no supremo encanto de um jantar 100% vegetariano!

GUACAMOLE 
COM CHIPS DE BATATA-DOCE
Ingredientes - 4 doses
Preparação
2 abacates bem maduros
1 dente de alho esmagado em puré
1 lima (sumo)
1 ramo de coentros
1 batata-doce grande cortada em rodelas finas com a mandolina
1. Tire a pele aos abacates e esmague-os com um garfo.
2. Junte o alho e o sumo da lima e envolva bem.
3. Incorpore os coentros e já está.
4. Use as chips como colher e delicie-se!
NOTAS:
1. Para acelerar o processo de amadurecimento dos abacates, basta pô-los num saco de papel com uma banana.
2. O guacamole deve ser consumido no momento, pois o abacate oxida rapidamente.

Abraço e bom apetite!
ChefAntónio

09/04/18

Ganache de chocolate... sem natas!

Ficou assim!

A ganache é uma mistura cremosa criada por um confeiteiro francês, em meados do século XIX, com apenas dois ingredientes: natas e chocolate em barra.
São muitas as versões desta delícia. A que vos trago é totalmente vegetariana, muito simples e rápida de confecionar e tem um ingrediente secreto: a biomassa de banana verde (veja como se faz AQUI).

Ganache de chocolate... 
sem açúcar nem gordura!
Ingredientes
Preparação
200g de chocolate preto (mínimo: 60% cacau)
100 ml de leite de coco
2 colheres de sopa de biomassa de banana verde
3 colheres de sopa de água
1 colher de sopa de mel (opcional)
1. Parta a tablete em pedaços pequena e derreta o chocolate em banho-maria com as 3 colheres de sopa de água.
2. Quando o chocolate estiver derretido (bem sedoso e sem grumos), tire a vasilha do banho-maria, adicione o leite de coco e misture bem.
3. Coloque o preparado liquidificador com a biomassa e bata até que tudo se incorpore.
4. Prove e, se gostar do chocolate mais doce, junte uma colher de sopa de mel.
5. Está pronta a sua ganache.
6. Sirva com pedaços de banana bem madura, gelado ou morangos com um pouco de vinho de Porto.
Receita retirada do blogue www.lactosenao.com com ligeiras adaptações.

Abraço e boa semana!
ChefAP